Manual de Filosofia do Ambiente

Categoria:

Descrição

As Ciências do Ambiente e a Ecologia, para além de paradigma fulcral na compreensão do homem e da natureza, são ciências aplicadas que recebem necessariamente a influência de paradigmas teóricos, metodologias e resultados das disciplinas científicas de base. O facto de terem um objecto de domínio variável, que caminha com o limiar do conhecimento e da experimentação, torna-as extraordinariamente ligadas aos avanços da instrumentação analítica e do mundo novo que ela permite detectar.
A Ecologia não se limita , porém, a arrancar segredos à Natureza, mas procuram de certo modo compensá-la dos efeitos colaterais do corte epistemológico que está na base da chamada Ciência Moderna. Na verdade, são Ciências da posmodernidade. A interdisciplinaridade e a transdisciplinaridade, mais que a pluridisciplinaridade, são essenciais à sua prática, e o recurso à crescente capacidade de simular e armazenar informação para produzir novas sínteses, um dos seus mais poderosos instrumentos.
Os objectivos pedagógicos e as necessidades a nível organizacional do conhecimento da Ecologia encontram-se identificados pelo menos desde a Conferência de Tours, em 1971. Assim os títulos publicados, pelo Instituto Piaget na área da Ecologia têm por finalidade: fornecer aos leitores uma formação e um conhecimento simultaneamente interdisciplinares e científicos aprofundados.
O objectivo central destas obras, da autoria de reputados cientistas e ensaístas, é o de dar conhecimentos precisos sobre problemas e saberes suficientemente vastos para o domínio da Ecologia e das Ciências do Ambiente..

Avaliações

Não existem opiniões ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Manual de Filosofia do Ambiente”

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *